Globo News exibe debate entre criacionista e evolucionista

Não é de hoje que discussões sobre a origem das espécies permeiam pesquisas e debates acadêmicos e científicos. Para fomentar os debates sobre o tema, Nahor Neves de Souza Jr. e Mário César Cardoso de Pinna, geólogo e zoólogo, respectivamente, participaram ontem, 24, do programa Entre Aspas, da Globo News, canal de TV por assinatura. O programa foi ao ar em comemoração ao ano do bicentenário de nascimento de Charles Darwin, pai do evolucionismo.

O geólogo Nahor Neves, professor do Unasp, argumentou que o evolucionismo está baseado em pressupostos filosóficos, e não apenas em experimentos

Para começar, a jornalista Mônica Waldvogel, mediadora da conversa, quis saber em que aspectos as teorias em questão possuem equívocos. Para Neves, a falha do evolucionismo está em utilizar os conhecimentos adquiridos recentemente para tentar explicar o surgimento da vida. Para ele, “não se pode comprovar o que ocorreu no passado”. Neves acredita que isso ocorre devido ao fato de a maioria dos evolucionistas assumirem como pressuposto o naturalismo filosófico, ou seja, a crença de que tudo pode ser explicado pelo mundo natural.

Para Pinna, a trajetória do conhecimento humano é justamente de reduzir a dependência de explicações sobrenaturais, “empurrar o sobrenatural pra longe”. A evolução seria apenas o ponto mais adiantado desse processo. Pinna reafirmou que não há relações sobrenaturais na origem das espécies, o que faz da evolução um processo totalmente natural e verdadeiro, já que a ciência não se volta às explicações não naturais em suas pesquisas.

Debates no campo da ciência e da religião, porém, geralmente se chocam quando o assunto em questão é o valor histórico e científico, existente ou não, da Bíblia. Pinna crê que não há valor científico algum na Bíblia, como Nahor, mas que é somente uma alegoria, o que leva ao erro de fazer com que “lendas de povos de milhares de anos atrás sejam interpretadas de maneira científica ou literal”.

O zoólogo Mário Pinna, professor do Museu de Zoologia da USP, defendeu a evolução como sendo consequência do aumento de conhecimento do homem

Neves crê, por sua vez, que mesmo que o livro não possua valor científico, “existem evidências inequívocas de que os textos históricos da Bíblia têm sido cada vez mais confirmados pela arqueologia”.

Outro aspecto discutido no programa foi a ideia de Darwin de que a evolução das espécies poderia ser explicada por meio de uma árvore, em que o tronco representa o ser vivo que originou todos os demais (os galhos). Neves questionou essa explicação ao dizer que faltam registros dos animais intermediários, ou seja, aquelas espécies que teriam dado origem às atuais. Por sua vez, Pinna disse que nos últimos 15 anos muitas descobertas foram feitas e não se pode descartar o modelo de Darwin.

Foi a segunda vez que os dois pesquisadores discutiram o tema na TV. Anteriormente, eles estiveram juntos no programa Diálogos Impertinentes, da emissora STV. Nahor Neves é doutor em Geologia pela USP e diretor do Geoscience Research Institute, sigla em inglês para Instituto de Pesquisas em Geociências do Unasp. Mário Pinna é doutor em Zoologia e professor titular do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (USP).

O debate pode ser assistido na íntegra em três links.

Fonte: ABJ Notícias

Anúncios

Um comentário em “Globo News exibe debate entre criacionista e evolucionista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s